Close-up do autômato Fée Ondine. Extraordinary Object, Van Cleef & Arpels

Extraordinary Objects

Autômato Fée Ondine

O primeiro Objeto Extraordinário da Maison, em consonância com objetos preciosos como carruagens e relógios de mesa, é fruto de longos anos de trabalho e de uma intensa colaboração com o fabricante de autômatos François Junod, juntamente com vários artesãos reunidos para o projeto.

Autômato Fée Ondine

O mecanismo altamente complexo – que anima vários elementos e também marca o tempo – dá lugar de destaque a uma poesia efêmera: movimento e leveza, a beleza da natureza, a graça de uma fada despertando do sono e as nuances de pedras preciosas e esmalte. Este quadro adornado com joias ganha vida com infinita delicadeza.

Um trabalho coletivo

Dia após dia, esses virtuoses comunicaram e partilharam as suas competências,

 

superando-se para responder às especificidades do projeto. Os desafios eram constantes: miniaturizar o mecanismo dentro da fada ou moldar pétalas suficientemente leves para serem transportadas pelo movimento, por exemplo. Implicaram um processo contínuo de pesquisa, desde a concepção até os acabamentos finais.

 

Originado em um sonho, o primeiro Objeto Extraordinário da Van Cleef & Arpels desenvolveu-se assim em uma aventura humana coletiva, sob o olhar atento da Fée Ondine.

Uma cena de encanto

Com exibição de hora retrógrada e animação sob demanda, esta criação é um espetáculo duplo para o olhar. Na lateral da base cor de ébano, uma joaninha em rubis Mystery Set acompanha pacificamente a escala de tempo.

 

Quando ativado, o autômato ganha vida por cerca de 50 segundos, revelando uma cena digna de conto de fadas. A folha do lírio d'água começa a ondular, como se soprada por uma brisa suave. Os sinos tocam uma melodia cristalina e o lírio d'água desabrocha lentamente. A fada acorda e levanta a cabeça para admirar uma borboleta no centro da corola: ela alça voo, batendo as asas e girando. Depois dos movimentos simultâneos, a borboleta volta ao seu abrigo, a fada adormece e o lírio d'água fica mais uma vez imóvel.

A Fée Ondine

A silhueta extraordinariamente graciosa da Fée Ondine foi produzida pela primeira vez em ouro branco antes de ser vestida com elegância reluzente. O corpete e a saia são cravejados de safiras em degradê e o rosto de água-marinha é coroado por uma tiara de diamantes.

 

As asas translúcidas deixam passar a luz passa em diferentes tons, do azul marinho ao turquesa, enquanto a fada bate as asas em um ritmo irregular. Escondido dentro da estatueta, um mecanismo em miniatura anima seus movimentos fluidos.

  • Fée Ondine, ouro branco, diamantes, safiras, água-marinha leitosa, esmalte plique-à-jour. Extraordinary Object, Van Cleef & Arpels.
A Fée Ondine
Asas da fada antes e depois da esmaltação, autômato Fée Ondine. Extraordinary Object, Van Cleef & Arpels
Adição do busto da fada, autômato Fée Ondine. Extraordinary Object, Van Cleef & Arpels
Fée Ondine vista por trás, autômato Fée Ondine. Extraordinary Object, Van Cleef & Arpels
Fée Ondine, autômato Fée Ondine. Extraordinary Object, Van Cleef & Arpels

A folha e as flores do lírio d'água

Formando o topo do Autòmato Fée Ondine, a grande folha do lírio d'água é composta por cerca de 60 tiras esmaltadas reunidas, que ondulam durante a animação. Um dos desafios técnicos deste projeto foi fazer com que os elementos do autômato fossem o mais leves possível, para que pudessem ser animados pelo mecanismo. Excepcionalmente finas, as pétalas dos lírios tiveram que ser totalmente moldadas à mão antes de serem esmaltadas.

  • Vista do botão de flor com uma safira cor-de-rosa em uma das faixas esmaltadas, autómato Fée Ondine. Extraordinary Object, Van Cleef & Arpels

    Vista do botão da flor com uma safira cor-de-rosa em uma das tiras esmaltadas.

  • Vista das flores na base do lírio d'água, autómato Fée Ondine. Extraordinary Object, Van Cleef & Arpels

    Vista das flores na bandeja do lírio d'água.

A borboleta e a joaninha

Verdadeira criação de Alta Joalheria em sintonia com os broches Papillon da Maison, esta peça exigiu uma pesquisa especial para o movimento de levantar voo. A criação é sublinhada por um rendilhado de diamantes lapidação rosa, permitindo que as pedras sejam admiradas tanto de cima como de baixo. Ecoando o fogo da opala, quatro safiras rosa realçam a composição com seu brilho feminino.

 

A joaninha, que tão primorosamente vigia as horas, é notável por suas proporções delicadas combinadas com o requinte do Mystery Set. Cada pedra foi polida à mão para dotar a peça de um efeito de relevo suave e arredondado, pontuado por diamantes que representam as bolinhas desta criatura da sorte.

  • Abertura da flor do lírio d'água para revelar a borboleta em ouro branco, diamantes, safiras cor-de-rosa, opala branca da Austrália, autômato Fée Ondine. Extraordinary Object, Van Cleef & Arpels.
A borboleta e a joaninha
Disposição uma opala nas asas em ouro branco da borboleta, autômato Fée Ondine. Extraordinary Object, Van Cleef & Arpels
Disposição de diamantes nas asas em ouro branco da borboleta, autômato Fée Ondine. Extraordinary Object, Van Cleef & Arpels
Disposição uma opala nas asas em ouro branco da borboleta, autômato Fée Ondine. Extraordinary Object, Van Cleef & Arpels
Borboleta em ouro branco, diamantes, safiras cor-de-rosa, opala branca da Austrália, autômato Fée Ondine. Extraordinary Object, Van Cleef & Arpels