Pedras

Seleção de diamantes: um reflexo da excelência da Maison

O Instituto Gemológico Americano (GIA), uma instituição reconhecida internacionalmente, estabeleceu um conjunto de padrões para a certificação de diamantes conhecida como os 4C: "Color – Clarity – Cut – Carat" (Cor/Clareza/Lapidação/Quilate). Estes critérios determinam a qualidade e o valor das pedras. Fiel à tradição de excelência da Van Cleef & Arpels, a Maison utiliza um processo de seleção em dois níveis na escolha dos seus diamantes. Todas as pedras pré-selecionadas atendem o internacionalmente reconhecido nível de qualidade de diamantes 4C.

Esta etapa, que consiste em uma avaliação objetiva da qualidade, é realizada junto com um exame visual aprofundado feito pelos especialistas em gemologia da Van Cleef & Arpels. Indo além dos critérios científicos no seu estudo dos diamantes, eles atendem aos exigentes padrões da Maison e ao gosto pessoal, concentrando-se na beleza e caráter da pedra: a qualidade espiritual que faz com que uma pedra específica se destaque entre as outras. A Van Cleef & Arpels é uma das poucas Maisons a oferecer diamantes com essa notável qualidade, tanto para pedras centrais quanto para pavés.

Cor
Quanto mais intensa for a brancura do diamante, mais raro ele é. A Van Cleef & Arpels seleciona exclusivamente pedras das mais altas gradações de cor: D (incolor +), E (incolor) e F (extra branco +), em uma escala de D a Z. Para as suas pedras centrais, a Maison só usa pedras de categoria D e E.

  • Tabela de gradações de cor, os 5C. Van Cleef & Arpels.

Clareza
A clareza se refere ao número, tamanho, natureza e posição das inclusões (imperfeições internas e externas) na pedra. Um diamante é considerado claro se nenhum defeito puder ser visto sob ampliação de 10x. Os especialistas em gemologia da Van Cleef & Arpels selecionam somente os diamantes mais puros, aqueles nas categorias que vão de FL (Perfeito) a VVS2 (inclusões quase imperceptíveis).

  • Escala de clareza, os 5C. Van Cleef & Arpels.

Quilate
O peso de um diamante é expresso por uma unidade de medida padrão mundial: o quilate. Um quilate equivale a 0,20 gramas. Para as suas pedras centrais a Maison seleciona diamantes de pelo menos 0,30 quilates.

  • Diagrama de quilates, os 5C. Van Cleef & Arpels.

Lapidação
A lapidação de um diamante se refere ao seu formato, proporções e facetas. Dentre os numerosos formatos de diamantes existentes, os mais conhecidos são as lapidações brilhante, oval, marquise, gota, coração, esmeralda, princesa e almofada. Todas as lapidações são cuidadosamente estudadas para realçar o brilho da pedra e acentuar a maneira como a luz se reflete nas facetas. Somente as lapidações “excelentes” e “muito boas” são selecionadas. Os especialistas da Maison procuram revelar todo o brilho e o fogo da pedra concentrando-se na simetria, na qualidade do polimento e nos acabamentos da lapidação.

  • Diagrama do formato, os 5C. Van Cleef & Arpels.

Caráter
Além desses critérios, a Van Cleef & Arpels pratica uma tradição que é referência para a Maison: as Pierres de Caractère. Graças a mais de um século de experiência no campo da Alta Joalheria, a Maison procura os diamantes mais bonitos, que apresentem uma qualidade espiritual nas pedras, a dimensão única que faz o coração bater mais rápido. Os especialistas em gemologia consideram a elegância do formato, o fogo interior da pedra e a qualidade da cristalização, que conferem o brilho especial. Estudando a pedra repetidamente e de todos os ângulos, eles entendem a emoção única que ela transmite.

  • Diagrama de lapidação, os 5C. Van Cleef & Arpels.