Pedras

Opala

O nome “opala” vem do sânscrito upala, que significa “pedra preciosa”. Famosa por seu cintilar cativante em cores iridescentes, a pedra contribui com infinitas nuances para as criações de Alta Joalheria da Van Cleef & Arpels. 

  • Opala preta lapidação cabochão de 9,63 quilates. Colar Lever de Lune, Van Cleef & Arpels.

    Opala preta lapidação cabochão de 9,63 quilates. Colar Lever de Lune.

A opala é conhecida por seu cintilar cativante em cores iridescentes.

 

Existem vários tipos de opala, classificados de acordo com sua cor dominante. As opalas negras se destacam por sua iridescência e jogo de cores, enquanto as opalas brancas e rosas chamam a atenção pela sua qualidade leitosa. As opalas de fogo, com seus tons quentes que variam do amarelo ao laranja e vermelho vivo, caíram nas graças das civilizações asteca e maia, que as chamavam de quetzalitzlipyollitli, a “pedra do pássaro do paraíso”.

Com uma história entremeada de lendas, a opala era considerada a mais preciosa das joias da Roma Antiga. Para os beduínos, as opalas guardavam raios dentro de si, caídos do céu em tempestades. Em outras culturas, a pedra simbolizava a esperança, a pureza e a verdade.

 

 

 

A Van Cleef & Arpels seleciona opalas de fogo diretamente da terra natal dessa pedra icônica, o México. Já as extravagantes opalas negras vêm da Austrália.

Para proteger contra danos ou arranhões, a Maison recomenda armazenar as peças de opala em uma caixa forrada com tecido umedecido, separadas de outras joias e evitando mudanças de temperatura.

 

 

  • Duas opalas lapidação cabochão de 87,94 quilates, exibidas no desenho a guache dos broches Ours Opales, Van Cleef & Arpels.

    Duas opalas lapidação cabochão de 87,94 quilates, exibidas no desenho a guache dos broches Ours Opales.