Ok

> > > >

    Encomendas históricas especiais


    Conjunto da Maarâni de Baroda

    Voltar

    Claude e Jacques Arpels faziam viagens frequentes à Índia, onde tinham vários marajás e princesas entre seus clientes. A mais extravagante de todas foi, sem dúvida, a Marani de Baroda.

    Apelidada a “Wallis Simpson indiana”, a Marani de Baroda, mulher do Marajá de Baroda, tinha uma paixão insaciável por joias e possuía uma coleção fabulosa de mais de 300 peças, algumas do Império Mogol. A Marani apreciava especialmente recorrer às Joias da Coroa do seu marido, para transforma-las em conjuntos contemporâneos.

    Apelidada a “Wallis Simpson indiana”, ela tinha uma insaciável paixão por joias.

    Colar Baroda em página do livro de Encomendas Especiais, 1950, Arquivo Van Cleef & Arpels - Van Cleef & Arpels
    Colar Baroda em página do livro de Encomendas Especiais, 1950, Arquivo Van Cleef & Arpels

    Uma viajante experiente, ela se hospedava no Ritz em Paris de onde ela podia facilmente cruzar a Place Vendôme até a boutique da Van Cleef & Arpels, acompanhada por seus criados carregando caixas de pedras preciosas. As pedras preciosas eram remontadas em suntuosas peças criadas por encomenda à Maison.

    Destas, talvez nenhuma tenha sido mais espetacular do que o colar Baroda, também conhecido como colar Lotus ou Hindu, que ela encomendou em 1950. Ele consiste em 13 esmeraldas colombianas em formato de gota, pesando um total de 154,70  quilates, cada uma delas suspensas por um motivo em flor de lótus cravejado com um pavé de diamantes. O corpo do colar brilha cravejado com dezenas de outros diamantes e esmeraldas. Mais notadamente, as pedras preciosas foram todas fornecidas pela Marani e pertenciam às Joias da Coroa de Baroda.

    Se você estiver interessado nesse tema, você poderá apreciar também:Joias com inspiração indiana

    Voltar