Criações

O colar Zip

Um triunfo da engenhosidade, o colar Zip se destaca como uma das criações mais ousadas da Van Cleef & Arpels. No final dos anos 1930, Renée Puissant, diretora artística da Maison e filha de Estelle Arpels e Alfred Van Cleef, dedicou-se ao desenvolvimento de uma peça de joalheria inspirada no zíper. Dizem que essa ideia foi provocada por uma sugestão da Duquesa de Windsor, fascinada pelo novo tipo de fecho que começava a aparecer nas roupas da época. Com a ajuda do designer de joias René-Sim Lacaze, Puissant começou o ambicioso projeto de dar vida a esse objeto comum por meio de materiais preciosos. 

  • Desenho de um colar Zip, ca. 1951. Arquivos da Van Cleef & Arpels.

    Desenho de um colar Zip. ca. 1951. Arquivos da Van Cleef & Arpels.

O colar Zip original, criado em 1950, atesta o espírito de inovação e a engenhosidade técnica da Maison. Excepcionalmente versátil, a criação pode ser usada de duas maneiras: aberta, como colar, ou fechada, como pulseira. A adaptabilidade e o design marcante fizeram do colar Zip um ícone instantâneo da Van Cleef & Arpels, que continuou a criar versões dele em ouro e platina, adornadas com pedras ornamentais e preciosas. 

 

 

 

Seu design audacioso e sua flexibilidade fazem dele uma peça de referência da Maison.

Em 2005 a Maison apresentou uma nova versão desse design clássico: o colar Zip Couture. A silhueta esguia desta criação pode ser usada na linha do decote ou valorizando as costas, numa alusão ao utilitarismo do objeto que inspirou a peça.